cadernos de viagem herdados
  • cadernos de viagem herdados

    Nicole Cordery 

     

    Sinopse 
     

    Misto de romance com crônicas de viagem, a obra de estreia da atriz Nicole Cordery, com ilustrações de Rita Carelli, traz a história de uma mulher que, inesperadamente, recebe um embrulho com nove cadernos que haviam pertencido à sua prima. Dentro deles, o relato intenso e envolvente de dezenas de viagens, que a prima queria publicar para incentivar outras mulheres a fazer como ela e se lançar pelo mundo. O projeto, no entanto, esbarra em um acontecimento trágico: a morte precoce da prima por Covid-19 – o vírus que mudaria radicalmente a forma como as pessoas viajam.

    Aparentemente despretensiosos, os relatos mostram uma mulher livre, divertida e melancólica, mas acima de tudo curiosa e ávida por novos encontros e deslocamentos.
    Com um projeto gráfico especialmente inspirado em cadernos Moleskine, o livro mostra a versatilidade de Nicole Cordery – que, com os teatros fechados, se consagrou como atriz do teatro on-line e finalizou esse livro de viagens, com o qual convida os leitores a reviverem suas próprias memórias e os estimula a desejar ou até planejar novas viagens (uma ousadia necessária neste mundo tão insólito em que vivemos). 

    Sobre a autora 

     

    Natural de Niterói, Nicole Cordery (@nicole_cordery) é atriz. Formou-se na CAL, no Rio de Janeiro, em 1996. Seu espírito nômade a levou para São Paulo em 2000 – ano em que entrou para o Grupo Tapa –, e, seis anos depois, para Paris, onde cursou a École Jacques Lecoq e fez mestrado em Estudos Teatrais na Sorbonne Nouvelle. De sua rica trajetória nos palcos, destacam-se as peças Camaradagem, Strindbergman, A cidade, A noite das tríbades, Ato a quatro, Dissecar uma nevasca, No Coração das máquinas, Alice, Retrato de mulher que cozinha ao fundo, Deadline, Nunca fomos tão felizes, Chernobyl e Pandas ou era uma vez em Frankfurt (teatro on-line). Foi indicada aos prêmios APCA (2015) e Aplauso Brasil (2015 e 2019) na  categoria Melhor Atriz. Terra Medeia, de 2021, projeto do qual é proponente, foi indicado a Melhor Espetáculo do Ano pelo APCA. No intervalo entre uma produção e outra durante seu confinamento em 2020, finalizou seu primeiro livro, Cadernos de viagem herdados.

     

    Sobre a ilustradora

     

    Rita Carelli é atriz, diretora, escritora e ilustradora. Criou, em parceria com a ONG Vídeo nas Aldeias, a coleção Um Dia na Aldeia (Sesi). É uma das idealizadoras do livro Ideias para Adiar o Fim do Mundo e responsável pela pesquisa e organização de A Vida não é útil, ambos do pensador indígena Ailton Krenak (Cia. das Letras). Ilustrou obras dos premiados autores Daniel Munduruku e Anna Claudia Bastos. É ainda autora dos infantis Akukusia (Sesi) e Minha família Enauenê (FTD), contemplados com o selo internacional White Ravens e o Altamente recomendável da FNLIJ, e de Amor, o Coelho (Editora Caixote). Em 2021, lançou seu primeiro romance adulto, Terrapreta (Editora 34).

     

    __________________

     

    Ficha Técnica:
    Preço: R$ 49,90 (site Claraboia)  | R$ 54,90 (outros)
    Gênero: Ficção

    Formato: 14x21

    Páginas: 192

    ISBN: 978-65-995069-3-2
    ISBN (e-book):
    978-65-995069-4-9
    Lançamento: março de 2022
    Pré-venda: 15 de fevereiro a 15 de março

    R$ 49,90Preço